quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Teorizando O Cotidiano

Em dezembro, realizo apenas 1/3 da média dos atendimentos do restante dos meses do ano.
Não só o dispensário fica mais vazio, como também a própria unidade de saúde - o povo adoece menos nesta época.
Não se trata de um fato isolado: observei o mesmo fenômeno repetir-se em dois locais diferentes.

Pensando em possíveis motivos para tal, cheguei às seguintes hipóteses:

a) Trata-se de algum tipo de milagre natalino;
b) Dinheiro no bolso (proveniente do 13°) faz bem à saúde;
c) Os outros dois terços são compostos de desocupados-carentes-hipocondríacos, que por conta das festas de fim de ano acabam encontrando algo melhor para fazer,  ao invés de ficar inventando doenças. 

...